All for Joomla All for Webmasters

Estudante que teve nome negativado por universidade será indenizada

Negativação indevida gera indenização para estudante de universidade em Campo Grande – MS.

Uma estudante de ensino superior da UNIDERP/Kroton Educacional foi indenizada em R$ 9.000,00 após ter o nome negativado indevidamente, através de acordo judicial.

O caso, atendido pelo escritório Edgard & Medeiros Advogados, começou meses após a estudante fazer um parcelamento de uma dívida com a instituição, a qual vinha quitando regularmente.

Ao tentar contratar um plano de telefonia, a estudante foi surpreendida com a notícia de que havia uma restrição em seu nome.

nome sujo indevidamente dá indenização por danos morais

Ao checar a informação, a estudante foi surpreendida com a informação de que seu nome havia sido negativado pela instituição mesmo após ter feito acordo com a mesma e mesmo quitando regularmente o acordo.

Desta forma, a estudante entrou na justiça e ganhou uma liminar para retirada de seu nome do cadastro de inadimplentes já no início do processo.

Após, houve toda a instrução processual e sentença totalmente procedente ao final da demanda, condenando a UNIDERP a pagar indenização de R$ 8.000,00.

O juízo ponderou na sentença:

A inscrição indevida do nome de alguém em cadastro de pessoas inadimplentes, ainda que de conhecimento restrito, sem dúvida alguma,causa-lhe constrangimento, indignação, tristeza, incômodo, vexame social e vergonha se de tal inscrição a pessoa vier a passar por uma situação vexatória e enseja a reparação desse dano moral, que tem previsão legal.

Durante o prazo para recurso, porém, a entidade entrou em contato com os advogados do Edgard & Medeiros Advogados que acabaram fechando acordo para encerrar a questão em R$ 9.000,00 de indenização por danos morais em razão de negativação indevida.

Orientamos aos consumidores que passam pela mesma situação para que procurem seus direitos através de advogados de sua confiança.

Em todo caso, se você precisar de advogados em Campo Grande – MS, entre em contato.

Proc. n. 0828597-74.2016.8.12.0001.

Related Posts

Leave a comment